Read this in English at the buttom of this page

Início da Quaresma. A não perder!

A Quarta-feira de Cinzas marca o início do tempo da Quaresma (os quarenta dias que antecedem a Páscoa e a primeira quarta-feira após a Terça-feira Gorda – Carnaval). Em Câmara de Lobos, este dia é celebrado com uma procissão única na Madeira, pelo número de imagens que ostenta – a Procissão das Cinzas, que sai do Convento de São Bernardino e termina na igreja de Santa Cecília.

Esta procissão é uma caraterística dos frades Franciscanos, também celebrada noutros países  e destaca-se pela originalidade e riqueza cenográfica dos paramentos e andores decorados, no nosso caso, com flores naturais. São levadas nove imagens de oito santos, duas imagens de S. Francisco de Assis ( numa delas, São Francisco abraçando a de Cristo) e imagens de Santa Margarida de Cortona, São Roque, Santa Rosa Viterbo, São Benedito. São Ivo, Santa Isabel de Portugal e São Salvador.

Todas estas imagens pertenceram à Congregação Franciscana, até a aluvião de 1803 destruir parte do Convento de São Bernardino. É desde essa data que as famílias as guardam com orgulho nas suas casas e as vêm transmitindo aos seus descendentes, os mesmos que as transportam, aos ombros durante a procissão.

The Holy Lent – Don’t Miss out!

Ash Wednesday marks the start of the Lenten season (held forty days before Easter and on the first day after Shrove Tuesday – known locally as Fat Tuesday or Terca-feira Gorda in Portugese). In Câmara de Lobos, the first day of Lent  is celebrated with a unique procession from the Monastery of San Bernardino to the Santa Cecília Church.

There is a multitude of pasos carried by men and adorned with flowers and nine sacred sculptures – two of them representing Francis of Assisi (in one of them, Saint Francis is giving a hug to Jesus Christ), Margaret of Cortona, Roque de Montpellier, Rose of Viterbo, Benedict the Moor, Ivo of Kermartin, Elizabeth of Portugal and Saint Saviour.

In 1803, a large flood destroyed the Monastery of San Bernardino. These sculptures were saved by the local population that still keep them in their homes to this day.  These are like a treasure passed on from generation to generation and are proudly displayed in one single day – Ash Wednesday!